sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Aumento de transito na Rua General Humberto Delgado

Com a inauguração da nova superfície comercial na Rua Gen. Humberto Delgado nota-se e vai acentuar-se com o tempo, um acréscimo de transito nesta via, pelo que o cruzamento com a Rua 1º de Maio, se já era complicado passará a ser ainda mais. Penso por isso que seria de todo conveniente a colocação de uma rotunda neste cruzamento, de modo a tornar o transito mais fluido e menos perigoso.
Seguem imagens do cruzamento e um mapa do Google.
Na ultima imagem inicio da Rua Gen. Humberto Delgado com as novas rotundas executadas pela entidade construtora da superfície comercial.










P.S. - Mesmo que estas anotações tenham a mesma atenção das autoridades que outras têm tido, não deixarei de manifestar aquilo que acho ser útil para a minha terra.

11 comentários:

Albino disse...

Acho mesmo uma optima ideia em servico da nossa terra e que vai de certeza contribuir para quem transita nessa estrada.
Boa sugestao Chico e penso que ja para o proximo Verao sera realidade.
Abraco

jorge saldanha disse...

À tua postagem só faltou uma fotografia do novo espaço comercial. Digo isto porque entre o novo espaço comercial e a marginal norte existem duas rotundas. Certo? Portando mais um controlo de trânsito com uma rotundo nas ruas que tu mencionas, impunha-se.
Um abraço

ZéPê disse...

Aproveito a esta excelente proposta para convidar o competente(?) pelouro da Câmara Municipal a entregar à SONAE a resolução dos problemas relacionados com o trânsito no concelho, que se arrastam há anos e anos.

À velocidade que "resolveram" os acessos ao Modelo, daqui a dois ou três meses teremos o assunto arrumado.

FGV disse...

Jorge

O que tu apontas tem sentido, é possível que aqui coloque uma foto dessa zona, com as duas rotundas lá construídas.

Anónimo disse...

É uma óptima ideia aqui uma rotunda,e já foi falada no concelho de transito na cidade,mas com os cortes de verbas ás autarquias pelo poder central,e o grande aumento de crianças a serem alimentadas nas várias escolas do noso concelho, alguma coisa tem que ficar adiada.
Esta é que esta.

Anónimo disse...

Também iria permitir reduzir a velocidade que, por vezes, numa via a travessada com frequência, é esquecida.

Bento Gonçalves disse...

é isso, a CM Peniche que gaste o guito nestas coisas importantes...que se lixe o apoio aos miudos das escolas, que estudem ao frio e á chuva!
Haja rotundas para o Povo ir passear ao Sueprmercado!
O curioso é que estas propostas partem todas de malta reformada!

jkimilas disse...

ainda bem que eles estão reformados
senão ainda haveria mais subsídiodependentes a blogar nos "magalhães" dos filhos e enteados.
por mim, bem hajam!

Raul Correia disse...

O menos curioso é que a malta reformada dá a cara, o mais curioso é que o sr. Bento Gonçalves esconde-se debaixo do anonimato.
Estando nós numa terra livre,governada pela CDU, aconselhava este sr.a falar de cara descoberta, afinal os reformados falam sem medo de dizer quem são e não ofendem ninguém ao apresentar propostas concretas e coerentes, ( poderia ter sido o grupo SONAE a ter que fazer a rotunda , se tivesse sido essa um das condicionantes à abertura da dita superfície).
Outra situação que eu gostava de ver era que não fossem publicados comentários de pessoas camufladas.

Na minha modesta opinião o Francisco Vieira mais uma vez tem razão nesta proposta, pois futuramente pode evitar muitos acidentes.

Anónimo disse...

Afinal, uma rotunda é assim tão cara? Na Fonte do Rosário, há bastante tempo, tem estado para lá uma definida com blocos de plástico!

jorge saldanha disse...

Ao Sr. Bento Gonçalves, que não sei quem é, e presumo que também não me conheça, mas só para que conste....não sou reformado e tenho os impostos pagos. Mal pago, talvez, reformado ainda não. Quanto aos gastos da CMP, estamos conversados, porque as aplicações ( sem rotundas ) estão â vista de toda a gente, principalmente naquela especie de rotunda perto do posto da PSP. O Sr. Bento Gonçalves deve querer, com o comentário que fez, criar outro cruzamento igual,noutro sitio, onde, que eu saiba ainda não houve mortes.