domingo, 27 de fevereiro de 2011

Antiga Mercearia



Foto enviada pelo Nuno Louzeiro

-----------------------------------------------------------------------------------------

7 comentários:

Anónimo disse...

Ola Chico obrigado por nos teres mandado mais esta reliquia dos nossos tempos de mocidade . pois esta merciaria pertencia ao sr.Serralha e o muido que se encontra na ponta do balcao eu penso que é o Joaquim Antonio que chegou a ser arbito das equipas amadoras da nossa cidade penso que estou certo ..um grande abraco Humberto Silva

Albino disse...

Sem computadores..as contas eram feitas de cabeca!! belos tempos.a mercearia do Jano,menina Sabina,do Albino na rua da alegria e muitas mais de que ja nao me recordo os nomes,ficaram na memoria de todos que tiveram oportunidade de presenciar tudo isto..belas recordacoes...obrigado Chico
Abraco

Cabo Carvoeiro disse...

http://cabo-carvoeiro-historico.blogspot.com/2009/02/fisherboy-of-portugal-o-rapaz-pescador_1135.html

Estas fotos ja foram publicadas, sao tiradas do livro A Fisherboy of Portugal de Ingeborg Lippmann, livro que comprei através da Internet, depois do Fernado Lino o ter feito, seria interessante, que as pessoas tivessem o cuidado de se informarem, antes de publicarem seja o que for, nem que fosse para dar a conhecer o livro, mas estou a ver que ja é um habito, e que nao ha nada a fazer.

FGV disse...

Senhor "Cabo Carvoeiro", pelos vistos continua a perder tempo a ver este sitezinho sem ponta por onde se lhe pegue, continuando a não reparar que ponho sempre as fontes ou quem me envia, que normalmente tem o gosto de me ver publicar essas fotos.
Tenho visto fotografias minhas em outros sites tanto em Peniche como noutras paragens, mas na maioria das vezes colocam a origem, por isso aceito normalmente.
Com a publicação desta fotografia que me foi enviada por um amigo, o Nuno Louzeiro, dei alguma alegria a um amigo do Canadá que comentou e a outro da África do Sul, mais nada do que isso, se me conhecesse saberia que não me ponho em bicos de pés para nada nem participo em exibições para proveito próprio, aliás sou avesso a isso.
Espero que de uma vez por todas perceba o que se passa aqui, no fundo também o senhor gosta de dar algumas alegrias com o trabalho que faz e que eu infelizmente não tenho acompanhado.
Pense nisso.
Respeitosos cumprimentos

Francisco Germano Vieira

Cabo Carvoeiro disse...

Aqui, nem é por mim é pela autora do livro, quanto as minhas fotos, é simples como tudo se eu nao tivesse tido o cuidado de as digitalizar, ninguém tinha accesso, é uma simples questao de etica, tudo aquilo que eu publico tenho sempre o cuidado em verificar quem é o autor, agora pode ter a certeza, porque sei o trabalho que da em o fazer, que nao vou buscar fotos ao seu blog para publicar no meu, quanto a exibiçoes, nao sei o que é, so publico para dar a conhecer Peniche, e pode querer que nao é com o reconhecimento da terra que algum dia serei rico, porque aquilo que compreendi é que em Peniche nao ha muito interesse pela cultura, sobretudo quando vem de um filho da terra que vive fora, quando alguem tenta fazer algo cortam-lhe logo as pernas, por isso nao tenho problemas de ego, vivo numa cidade que é provavelmente n° 1 no mundo em termos de cultura, aprende-se muito aqui, e podia-se aplicar algumas coisas, nao estou a espera de ser reconhecido em Peniche, porque é reservado a uma pequena elite que nao faz nada senao se ver ao espelho.
Os meus cumprimentos

FGV disse...

Dou-lhe inteira razão, aliás não podia estar mais em acordo consigo, com tudo o que afirmou, afinal não estamos assim tão afastados, eu também tenho bastantes livros com fotografias de Peniche, mas basicamente tenho muitas fotografias minhas que vou publicando.
Tem toda a razão quando afirma que os filhos da terra não têm reconhecimento algum pelo trabalho que fazem em prol desta terra, por vezes sendo mais fácil dar valor a quem vem de fora.
Este Blogue parece que não, mas dá algum trabalho, pois tem algum trabalho de pesquisa, mas pensa que eu estou à espera de algum reconhecimento? não, a minha alegria é saber que um meu conterrâneo que está fora se sente mais perto dos seus.
Mas isso é um problema que já vem de trás, dificilmente será ultrapassado.
Quando me referi a virem buscar fotografias ao meu Blogue não era a si que me estava a referir, mas mesmo assim lhe digo que se ver qualidade nalgum trabalho pode publicar pois sei que porá sempre a fonte.
Não me vou alongar mais mas estou à sua disposição para qualquer esclarecimento.

Os meus cumprimentos

Albino disse...

Bela resposta grande amigo. Eu que embora bem longe te conheco bem dos fantasticos anos da nossa infancia sei que vais dando muitas alegrias nao so para mim como muitos mais amigos e amantes deste teu Blogg.Portanto nao comprendo bem como certas pessoas de vez em quando actuam desta maneira..
Estamos todos os que amam a nossa terra gratos por continuares a trabalhar no teu Blogg,e nao dares ouvidos a estas pessoas.
Desculpa mas tinha que comentar isto.Abraco