terça-feira, 1 de novembro de 2011

Entre o Xisto e o Granito

A poucos metros das Termas de Monfortinho existe um marco com a letra P, mas não é ali a fronteira, é uns metros mais para leste até ao Rio Erges.


E o Rio Erges que serve de fronteira entre os dois países é a natureza em estado (ainda) puro, fabuloso.


O Jardim do Paço em Castelo Branco.

Fundão e a imponente Serra da Estrela ao fundo.


Aldeia de Monsanto, pedra sobre pedra e casas a 800 metros de altitude.


As ruínas Romanas da Civitas Igaeditanorum, com mais de 2000 anos, e que deu origem a Idanha-a-Velha.

2 comentários:

Raul Correia disse...

Estes locais são realmente espectaculares....actualmente fazem parte do meu quotidiano....e eu que pensava que não conseguiria viver longe do mar, enganei-me redondamente, são locais com uma beleza extraordinária e "a natureza em estado (ainda) puro"como diz o Chico.
Foi uma boa surpresa para mim a qualidade de vida que existe nestes locais.

Albino disse...

Gostei das fotografias,e deve ter sido um belo passeio Chico..Portugal e lindo e tem muita historia...Bem haja o teu regresso ao blog.
Abraco