terça-feira, 28 de agosto de 2012

Peniche ontem e hoje–o Juncal

juncalontemehoje (2)(Foto Damião Granada)

5 comentários:

Farelhão disse...

A primeira memória que me veio do Juncal é a da secagem das redes depois de encascadas. Tempos distantes. Tempos de menino...

Álvaro Marques disse...

Ao ver estas fotos estou a lembrar-me das nossas futeboladas nas
horas livres da escola, aí no areal do juncal...
Tudo vai mudando na nossa vida e é uma realidade, quer seja para melhor ou pior.
Um abraço para a rapaziada habitual.

Luis Santana disse...

Alvaro,o juncal era o unico sitio que nos oferecia a oportunidade de jogarmos na relva,pois estavamos condenados ao pelado do saudoso Campo de Baluarte. Concordo contigo, grandes jogos se faziam no juncal da Prageira.Um abraco.Luis

Albino disse...

Tambem faco parte do que era bom no Juncal....Futebol na relva..como me recordo,e sabem mais uma coisa,foi ali que joguei bola com o Jose Rachao...mais novo uns anitos mas ficou gravado na memoria o seu poder de finta...mesmo na altura ser de baixa estatura..Belas recordacoes!
Abraco a todos.

Ramiro Viegas disse...

Pois é amigos, que saudades do juncal onde, durante ou após os jogos nós podíamos satisfazer a sede com a água que bebíamos, fazendo um pequeno buraco na areia, depois colocando a areia num lenço e deixando cair aquela água fresca. Foi um local de grandes aprendizagens e amizades inesquecíveis e, aqueles deslumbrantes medões que se situavam entre o porto e o juncal que me dizem amigos!!! ai desenvolvimento que nos trouxe mais pobreza, vazios e impotentes para combater tanta atrocidades que fizeram à nossa terra. Pra todos os que lá longe, vão tendo contato com a nossa terra um abraço. Luís caso tenhas oportunidade envia-me o email do António Luís. Obrigado