sexta-feira, 5 de outubro de 2012

O 5 de Outubro de 2012

República IIA bandeira é içada ao contrário, começa a cerimónia num espaço interior, sem o povo a assistir, começa a comemoração da implantação da república, desta vez não é na rua, será escondida do povo, depois, enquanto o presidente usava da palavra, uma mulher irrompe aos gritos tentando libertar-se dos seguranças, ela clamava dos seus 57 anos com uma pensão de cerca de 200 euros, chorava e perguntava porquê, mais ao lado uma rapariga entoava uma canção lírica de Lopes Graça, também ela protestando, parecia uma peça de teatro no entanto patética, os políticos presentes olhavam uns para os outros. O presidente continuava o seu discurso. Este 5 de Outubro teve de tudo e no entanto não teve nada, tudo estava lá, menos o povo.

2 comentários:

Luis Santana disse...

O que os Portugueses precisam e de mais caldeira e menos bandeira. Um abraco

Anónimo disse...

Meu Caro Francisco Germano,
Vai perdoar-me, mas discordo consigo:
O Povo, esteve lá sim, e bem representado! Não por aqueles em quem o Povo votou (esses já esqueceram que foram eleitos para representar o Povo) mas por aquelas duas MULHERES, que essas sim, ali foram a manifestação da dor, da angústia, do sentir atual do Povo Português!
Eis porque discordo consigo...
Um abraço do

JMMeireles

( ...e tiveram de entrar clandestinamente, como noutros tempos!...)