sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Berlenga... e o Farilhão?


1 comentário:

Farelhão disse...

Isto não se faz, Germano. Devias ter-me avisado para fazer uma pose, pentear-me e sorrir.
Sinto-me um pouco velho: 450 milhões de anos não é brincadeira. Vi nascer a minha famosa vizinha e a tua amada Penixima, com a Gamboa, a Papoa e o Quebrado muito mais tarde.
Do alto da minha respeitosa idade dou-te um conselho: fica a saber que ao longo deste tempo todo nunca vi rapaziada tão desprezível como os que vos governam agora. Livrem-se deles enquanto é tempo. É gente que não presta.
Um abraço, Germano. E obrigado pela fotografia.