sábado, 4 de maio de 2013

O discurso

 

Eram 8 horas da noite, a hora aprazada para ouvir a comunicação, às 8 horas ela veio, agressiva, igual a tantas outras que já foram ditas, mais austeridade, mais cortes, mais despedimentos, porque estamos no caminho do sucesso.

Depois de ouvir tudo aquilo que o senhor esteve a dizer lembrei-me de uma coisa, parece que o melhor, o desejável, o óptimo, era se, os velhos morressem, os funcionários públicos fossem todos para a rua, os jovens fossem para o estrangeiro e quem ficasse, quem sobrasse, pudesse enfim trabalhar para poder sustentar toda esta treta.

2 comentários:

Luis Santana disse...

Tudo isto e muito triste Chico, mas o que e mais triste ainda e ver que na hora do voto, a maior parte das pessoas votam nestes parasitas. E caso para dizer, que nao ha nada mais triste, do que a tristeza. Um abraco Chico.

Álvaro Marques disse...

Claro que foi o povo que o elegeu embora o "tipo" seja o MAIOR aldrabão que já esteve nos governos deste país.
Enquanto não forem responsabilizados pelas promessas feitas e atos praticados a "DANÇA" será sempre a mesma.
Agora eu andar a descontar quarenta e tal anos para me darem uma reforma e estes "vampiros" sugarem isso eu não aceitarei jamais...
Mas o principal responsável por tudo isto continua a "mamar" em grande e toda a camarilha em volta dele o tal que está acima de qualquer suspeita...
Pobre povo !!!
Um abraço