segunda-feira, 12 de abril de 2021

Homenagem aos Soldados Portugueses caídos na Batalha de La Lys – 1ª Grande Guerra

 09 de Abril de 2021

Há 103 anos, deu-se a grande Batalha de La Lys

Recordar as cerimónias de homenagem aos Portugueses Mortos em Combate na 1ª Guerra Mundial.

Locais: - Cemitério de Richebourg e monumento erigido pelas populações Francesas em honra das nossas tropas, em La Couture na região de Flandres – França.

A principal história de toda esta região, no que se refere à 1ª Guerra Mundial é a Grande Batalha de La Lyz, cujo nome provém do rio que atravessa toda esta região, mas sobre isso vou colocar um texto da R.T.P. que encontrei na internet e que é elucidativo:

A madrugada de 9 de Abril de 1918 despertou violenta na Flandres, onde as tropas portuguesas foram esmagadas por uma força alemã muito superior.

A batalha de La Lys ficou marcada pela perda de milhares de homens entre mortos, feridos e prisioneiros.

Os alemães chamaram-lhe operação Georgete e o objetivo era romper as linhas aliadas, separar as forças britânicas das francesas e forçar uma mudança estratégica na frente ocidental.

Na madrugada de 9 de Abril de 1918, oito divisões alemãs, com cerca de 100 mil homens e mais de mil peças de artilharia, avançaram sobre os 11 quilómetros onde estavam as forças portuguesas, constituídas por duas divisões e cerca de 20 mil homens.

As forças portuguesas foram trucidadas, mas resistiram o tempo suficiente para permitir aos aliados reforçar e suster a ofensiva.

Os portugueses perderam praticamente metade das suas forças, e ficaram reduzidas a pouco mais de uma divisão, tendo-se registado cerca de 1300 mortos, 4600 feridos, 2000 desaparecidos e mais de sete mil prisioneiros.

Acrescento, que numa área bem pequena existem cinco cemitérios de militares de vários Países, mas sei que existem outros, que representam uns bons milhares de jovens que por ali ficaram para sempre.

Todos os cemitérios estão dignamente cuidados, incluindo o de Portugal, que é um espaço que nos honra pela sua bonita imagem, mas onde infelizmente se encontram mais de 1700 campas de militares Portugueses.

No que se refere às cerimónias, estive presente neste local no ano de 2015 e no centenário desta batalha, onde estiveram presentes as mais altas individualidades de Portugal e França, incluindo os Presidentes: Marcelo Rebelo de Sousa e Macron.

As cerimónias Religiosas foram presididas pelo Padre Carlos Caetano, a convite como vem sendo habitual da nossa embaixada em Paris.

Naturalmente e em silêncio, homenageei os militares do Paço, que andaram por estas paragens: Tio Policarpo Caetano, Décio Leonardo, Mário Leonardo e Miguel Paiva Simões.

 

 - Crédito de Tito Caetano, que esteve presente no Centenário da Batalha de La Lys em 2015, fatal para a Força Portuguesa destacada para esta guerra, desnecessária, mais uma.

 

As fotografias que se mostra em baixo dizem respeito ao centenário em 9/04/2015















Exposição de Fotografia "inFLOREScências" de Franciso F. Félix

 Está aberta ao público a exposição fotográfica do amigo Francisco F. Félix no Museu das Rendas, estará patente de 10ABR a 06JUN.