terça-feira, 6 de novembro de 2018

Peniche e Matosinhos na construção de Micro-Satélites numa parceria Portugal-China

Foi anunciado hoje no âmbito da Web Summit, que Portugal e China vão construir pequenos Satélites e Microsatélites em três polos, Shangai, Peniche e Matosinhos com a criação da empresa "StarLAB" tendo por objectivo o estudo do Espaço e Oceanos. O financiamento será de 50 milhões de Euros a dividir igualmente pela China e Portugal.
O anuncio será feito esta Terça-feira pelo Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, na Web Summit que está a decorrer em Lisboa.

Passando pelo Moledo - Lourinhã

No Verão numa passagem pelo Moledo, onde podemos apreciar arte na rua, gostei sinceramente.





 







 

 
 
 


 







 




Peniche no seu melhor


domingo, 4 de novembro de 2018

O Mar e as Gentes - Patrimonium 04/11

Decorreu no Auditório Municipal da CMP uma sessão promovida pela Patrimonium, subordinada ao tema "As Arqueologias do San Pedro de Alcantara 1786-1999" - Guião de um desafio. Sessão que contou com a presença do Sr.Presidente da Câmara Municipal, Henrique Bertino, assim como dos Vereadores Ana Petinga e Mark Ministro e em que foi orador principal o Dr. Jean Yves Blot, que nos transportou do século XVIII aos nossos dias, numa viagem pelo tempo em que revela a importância do naufrágio do San Pedro de Alcantara naquele tempo para a Espanha e Portugal e que foi noticia e das implicações que teve no mundo contemporâneo.
 

sábado, 3 de novembro de 2018

Peniche, História, Solidariedade e Luta

Assistiu-se hoje a uma sessão-convívio, numa organização da URAP e a colaboração da Camara Municipal de Peniche, no Auditório do Edifício Cultural.
Os oradores foram João Manuel neves, José Pedro Soares da URAP, Floriano Sabino, Rogério Cação, Henrique Bertino na qualidade de Presidente da CMP, Marília Villaverde Cabral na qualidade de Presidente da URAP, todos os discursos versaram no seu conjunto a resistência antifascista, o papel da população de Peniche na resistência ao fascismo, na solidariedade com os familiares dos presos e na repressão que os próprios naturais foram vitimas nomeadamente a classe piscatória, do futuro Museu Nacional da Resistência e Liberdade e o que representa/vai representar para a cidade de Peniche em termos de mais-valia, nomeadamente no capitulo do turismo, mais de cem mil visitantes são previstos anualmente, falou-se enfim dos que colaboraram nas lutas em Peniche pela queda do fascismo e na época pós 25 de Abril os trabalhos que foram feitos no campo piscatório por exemplo para a evolução do sector. Falaram-se em nomes, mas esquecem-se sempre alguns, por vezes não é por mal, mas gostei sinceramente de ouvir as palavras de Henrique Bertino referir alguns e particularmente sobre alguém que já cá não está e que tanto deu aos pescadores e estava a ser esquecido, o meu amigo Belmiro Alves, obrigado H. Bertino por não te teres esquecido desse e lembraste bem o papel que ele teve na implementação da lei que ainda vigora da reforma dos pescadores aos 55 anos.
Depois passou-se para a parte cultural, foi um momento de poesia pela Ângela Malheiros e Rogério Cação, musica interpretada por um intérprete local, João Leitão e um momento a finalizar com chave de ouro com o cantor Francisco Naia acompanhado à viola por José Carita.