quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Um grupo de estagiários na Casa Hipólito–anos 60

Nesta fotografia enviada pelo amigo Baltazar, uma equipa constituída por estagiários alguns oriundos da nossa Escola Industrial e Comercial de Peniche, que naquele tempo seguiam em grande força para a Casa Hipólito em Torres Vedras, neste caso num jogo com colegas de Torres Vedras, o jogo foi realizado no velhinho Campo do Baluarte do GDP.

Pede-se agora que nos ajudem na identificação de quem conhecerem, pessoal daquele tempo.

IMG_0003

Em cima:

Baltazar, Armindo (ferramenteiro), Chico (Geraldes), Diamantino (torneiro), Raul Batista, Batista, Luís Viola, Reis Vieira, Horácio Canhoto, José Rodrigues (apontador), António Manuel (ferramenteiro), João Bernardes (torneiro), Gilberto Rosa (frezador)

Em baixo:

Marques, Edmundo Barrela (serralheiro), Henrique Malheiros, Luís Maximiano (frezador),  , António (dois portos), Joaquim Veríssimo, José Julio, Nuno (Geraldes), José Correia (torneiro)

Deitado: Gonçalves (apontador)

 

Agradeço aos amigos Jacinto, Raul Batista e Filipe Jorge pela identificação deste pessoal, uns infelizmente já partiram.

6 comentários:

Elvira Carvalho disse...

Passei. Deixo um abraço e votos de que estejam bem.

Filipe Jorge disse...

Reconheço o Baltazar, o Rui Reguengo, Viola, o Reis Vieira de Torres Vedras, O Horácio, Joaquim Veríssimo, o Henrique Malheiros, o Nuno (lugar da Estrada)

Filipe Jorge disse...

O que está em baixo no lado esquerdo é o Marques.

Filipe Jorge disse...

O BALTAZAR é o 1º em cima da esquerda,o 3º pensava que era o Rui mas penso que seja o Chico de Geraldes que faleceu no Ultramar,o 7º Luis Viola a seguir o Reis Vieira,depois o Horacio. Em baixo 1º esq. o Marques, 3º Henrique Malheiros, 7º Joaquim Verissimo e o 9º Nuno

Álvaro Marques disse...

Nos tempos em que ainda se "arranjava" um emprego na nossa "zona".
Embora sejam todos mais velhos que eu ainda reconheço alguns e tal como escreveu o F.Jorge o 3º de cima é mesmo o Xico um conterrâneo meu que ficou naquela maldita guerra de Angola, onde também fui parar mas tive mais sorte que ele, pois regressei vivo e onde aprendi muito na vida.
Um abraço para toda a rapaziada amiga.

josé carlos disse...

eu sou sétimo a contar da esquerda na fila de baixo ao lado do antónio dois portos.sou de torres vedrsa e mando um abraço a todo esse pessoal de peniche. josé carlos