sábado, 1 de agosto de 2020

A Cristina

Grande rebuliço graça nas televisões cá do burgo, com saídas constantes duns lados para outros, tal como nos clubes de futebol, coube agora a vez da Cristina Ferreira bater com a porta com estrondo da, toda poderosa, SIC e rumar à antiga sua casa a TVI, portanto até aqui não vejo nada de mal.

Estou à vontade a escrever sobre este assunto pois não vejo a chamada televisão de entretenimento, e curiosamente via a Cristina que chamam da Malveira, quando de manhã estava com a minha mãe e era “obrigado” a ouvir ver os seus gritos, mas também a sua calma nas entrevistas mais sérias, etc. para o bem e para o mal a Cristina Ferreira é “um animal” da televisão, sabe fazer, sabe estar, sabe aquilo que o povo gosta, sim o povo o seu povo das Malveiras deste país, coisa que muitos que invejam o seu ordenado não sabem. Comparo a Cristina ao Ronaldo, (parece que estou a seguir a moda, o Ministro Centeno, também foi comparado a ele), salvo as devidas distancias e até a especificidade dos seus trabalhos.

Pois é, gostava de saber agora aqueles que apoucam a Cristina, porque é que os Ministros e Chefes de Partidos de Oposição faziam fila, para estar no seu programa, só me lembro de uma coisa assim nos bons tempos do Herman José. No fundo a coisa é simples somos nós que damos condições para que os Ricardo Araújo Pereira, os Gouchas, os Jesus com os seus oito milhões de euros por ano, os Ronaldos, os Messis, somos nós que alimentamos as tvs e fazemos gerar estas disputas. Na minha opinião faz muito bem a Cristina tentar ganhar o máximo que lhe dão em tempo útil, e ela tem capacidade e perfil para lidar com a televisão deste país.

Acho melhor isto do que ter de assistir ao José Rodrigues dos Santos a moderar debates como ontem um na RTP3, isso sim faz mal ao coração, e essa criatura não deve ganhar assim tão pouco.

Quando ouvi aqui há tempos o dono da SIC do alto da sua importância, a pergunta de jornalista penso que da casa, a propósito das muito elevadas percentagens de espectadores desde que a Cristina da Malveira estava na estação, dizer que “a Cristina é mais um peão de um conjunto de gente muito competente que já cá estava”, pensei com os meus botões, não vais perder pela demora, de facto, não que dizer que seja por isto, não tardou muito.

De resto é tudo igual.

FGV

01/08/2020


Sem comentários: